17 de mar de 2013

2

Zoo de Lujan - Buenos Aires.


Quando planejamos nossa viagem a Buenos Aires, procuramos por alguns passeios que nosso filhote pudesse curtir também, e o Zoo de Lujan parecia imperdível, por você poder entrar na jaula dos animais e interagir com eles.
O zoológico fica na cidade de Lujan, e não em  Buenos Aires.


Existem diversas formas de se chegar ao zoo, mas a mais indicada é de van, a Fabebus , cujo trajeto dura mais ou menos uma hora.

Para reservar seu lugar na van, ligue de Buenos Aires para o número: 02323-436304, nos diversos locutórios espalhados pela cidade. A ligação é super barata e deve ser feita com 24 horas de antecedência.
No horário determinado, esteja em frente ao Hotel República, perto do Obelisco.

Email da fabebus: info@fabebus.com.ar
Site: Fabebus


A van é super confortável, rápida e segura, te deixando na porta do zoo. Chegando lá, dê seu nome para o rapaz da van reservar seu horário para a volta (e apareça uns 15 minutos antes do combinado).

Ao chegar,  pagamos 65 reais por pessoa, até meu filhote de 7 anos pagou valor integral. Achei o valor caríssimo, mas a expectativa era grande para interagir com os bichinhos.


Confesso que achei o zoológico meio feinho, um pouco mal cuidado, com poucos bichos, parece um sítio abandonado, o único diferencial é poder entrar na jaula e passar a mão  nos animais.

Achei mais um lugar para posar e tirar fotos com animais do que um zoológico. Dentro de todas as jaulas tem um fotógrafo e  no final você pode comprar as fotos.


Fomos em um dia muito, muito quente, então eles estavam dorminhocos e preguiçosos, o que é normal, mas,  sinceramente, achei o comportamento deles estranho, pareciam dopados e confusos. 

Bem alimentados eles são, o tempo inteiro oferecem a eles asinhas de frango, que alguns chegam até a recusar.


Meu filhote adorou, pôde somente interagir com filhotes, mas pegou no colo, fez carinho, deu comida para o elefante; para ele acho que valeu a pena.


O dia estava tão quente, que eles encheram uma piscina improvisada e deixaram as crianças brincar na água. Tinha até um monitor fazendo umas brincadeiras.


Existem quiosques dentro do zoo que vendem água, refrigerante, picolé e pequenos lanches. As empanadas de lá são muito boas.


O restaurante do zoo é terrível, péssimo mesmo, escuro e  com aparência suja . Mas meu filhote não fica sem comida, então resolvemos comer lá, e foi uma decepção. Fujam deste restaurante.
A carne era gordura pura, a batata estava somente razoável. Pedimos um hambúrguer que também estava terrível. Enfim, se der, leve seu próprio sanduba e compre apenas as bebidas lá. 


A entrada na jaula do bichos é feita em pequenos grupos, orientada por tratadores, podendo você mesmo tirar fotos, além da que eles tiram.

O clímax do passeio é quando você dá uma espécie de mamadeira com leite, ou seja lá o que for, para o leão.

Ficar com aquele bichão lindo na sua frente, cada dentão! Ai meu Deus! Não tem preço!
Fiquei imaginando que quando eu acabasse de dar o leitinho ele ia querer mais!!! Como eu vou discutir com ele?

Conclusão: achei a entrada cara, o restaurante é ruim, o lugar é mal cuidado, mas vale a pena se você tem crianças pequenas, se não os tiver, fique por Buenos Aires mesmo, curtindo a cidade.

A interação com os bichos é rápida e a fila é grande. Mas esse tipo de interação você só vai ter por lá. Então aproveite!!!



Patricia Tayão.
Fotos: Patricia Tayão.





















Patricia Tayão.
Fotos: Patricia Tayão.

2 comentários:

  1. Patrícia, vc pagou 65 reais pelo transporte da Fabebus? Li que em outros posts q o preço é de 70 pesos! No site da empresa não consta o valor :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na época paguei esse valor sim Rê, mas é ida e volta.
      Abraços!!!

      Excluir