10 de jul de 2014

0

Como fazer uma mala pequena para uma grande viagem!

Quando chamamos alguém de mala, queremos dizer que a pessoa é chata, pesada, inconveniente...o exemplo não poderia ser melhor: carregar uma mala pesada é uma tortura, tanto em um final de emana na praia quanto em uma volta ao mundo.

Algumas pessoas se dão ao luxo de viajar sem bagagem. Ronaldinho Fenômeno diz que compra tudo que precisa no seu destino, um sonho para a grande maioria dos mortais! Ecologicamente errado, mas que seria bom, ah seria! Como minha conta  bancária não é, digamos assim, nenhum fenômeno, sigo desenvolvendo técnicas para diminuir cada vez mais essa peça inconveniente, mas necessária durante uma viagem.

Nesse texto, vão algumas dicas que vão deixar sua mala enxutinha, o sonho de todo viajante!

Antes de saber  o que colocar dentro de sua mala, é  necessário   saber qual mala é a ideal. Nesse vídeo, do meu guru de viagens Ricardo Freire, ele indica indica qual  é o melhor tipo de mala que todo viajante, frequente ou esporádico, deve ter, vejam:


1- Lamento informar, mas se você quer uma mala leve e enxuta, deve abrir mão de roupas muito coloridas, e que não combinem entre si. Provavelmente serão usadas uma única vez durante a viagem.

Separe roupas básicas, confortáveis, de cores neutras e que possam ser usadas mais de uma vez; principalmente as bermudas e calças devem ser jeans, da cor preta, marrom ou azul escuro, que mostram menos a sujeira. Troque apenas a parte de cima, não marca visualmente e você fica linda nas fotos, como se tivesse trocado de roupa várias vezes!

Esqueça roupas que precisam ser passadas na hora ou  que amassem facilmente, fazendo você parecer que saiu da boca do leão - mais uma vez a praticidade impera!

2- Esqueça acessórios, penduricalhos, lembre-se: você vai viajar e não participar de um desfile de moda. Já leve no corpo os acessórios que vai utilizar durante sua viagem, os quais, eu aconselho,  devem ser os mais discretos possíveis, até para evitar pequenos roubos!

3- Sapatos: uma sapatilha para sair à noite,  que já vai no seu pé. Deve ser confortável ao máximo para encarar uma viagem de avião e bonita o suficiente para ir a um restaurante mais arrumadinho. Um par de tênis e, claro, se for para lugares de praia, o calçado que traduz o que são férias: um par de havaianas.

Se for para lugar frio, retire o tênis e acrescente aquele calçado com que você vai encarar o frio do lugar.

Lembre-se: se você está indo para um lugar  frio, é provável que lá os sapatos e botas para essa estação sejam mais baratos que no Brasil. Essa é uma ótima oportunidade para comprar um no  seu destino.     

4- Perfumes, xampu, condicionador e maquiagem devem ser levados em embalagem pequena. Muitas marcas têm esse formato, que facilita muito na hora de encaixar tudo na necessaire.  Maquiagens também são vendidas em kits completos com batom, blush, sombra, rímel, lápis. Escolha um modelo pequeno e novamente com cores básicas, que combinem com tudo.

5- Esqueça o salto alto. Só leve um se tiver algum evento muito importante  durante sua viagem, e que necessite dele, caso contrário, deixe-o em casa. Não há nada mais incômodo que andar com eles para conhecer uma cidade, ou um parque, mesmo que o salto seja bem pequeno.

Por incrível que pareça, já vi mulheres com salto no Busch Gardens e nas Cataratas do Iguaçu. Mesmo para a noite, é incômodo, depois de andar o dia inteiro,  quem vai querer encarar um salto alto. Pode ser desastroso!

6- Não esqueça de verificar o clima do local para qual está viajando; isso pode  poupar alguns itens na mala, ou fazer você acrescentar alguns. Nada é mais chato que ir para um lugar que faz calor, com a mala entupida de roupas de frio ou vice versa, então, atenção à meteorologia!

7- E lembre-se sempre: aquilo que faltar durante sua viagem, pode ser facilmente comprado em qualquer lugar hoje em dia.   

Patricia Tayão.
Vídeo: Ricardo Freire - Viaje na Viagem   

Nenhum comentário:

Postar um comentário