13 de mai de 2015

2

Como visitar a Vinícola Concha y Toro, em Santiago, Chile!



Visitar pelo menos uma vinícola é programa praticamente obrigatório no Chile. O país é um dos maiores produtores de vinhos do mundo, oferecendo uma grande diversidade de experiências no mundo do vinho ao turista.

Concha y Toro é a maior vinícola chilena e oferece até tour em português, tamanha quantidade de brazucas querendo conhecer suas terras. No dia em que fomos, os brasileiros eram a imensa maioria.


Muitas agências oferecem trânsfer até a vinícola por uma pequena fortuna, mas é muito fácil chegar até lá de forma bem econômica e segura: de metrô+ táxi ou de metrô+ônibus.


Como chegar? Basta pegar o metrô linha 4 (azul) sentido "Plaza de Puente Alto" e descer na estação Las Mercedes, sair do metrô na direção "Concha y Toro Poniente", depois basta pegar um táxi (6 doletas) e pedir para descer na Concha y Toro.

A outra opção é descer na estação de metrô Las Mercedes e pegar um ônibus (linhas 73, 80 e 81), que demoram de dez a quinze minutos até a vinícola. No trajeto inteiro, demoramos cerca de uma hora.

Pátio em frente ao restaurante da vinícola, uma área muito agradável.


Mesmo que você, assim como eu, não entenda nada de vinho, não saiba diferenciar uma uva cabernet sauvignon de uma merlot, não tenha a menor ideia de como identificar cheiros e sabores nos vinhos, a visita a vinícola continua valendo, pois a propriedade é muito bonita, bem cuidada, e o tour bem descontraído, bem leve.

Após o pagamento, que é realizado somente lá na hora,  nos colocam uma pulseirinhas para entrar na vinícola.


Nós optamos por fazer o Tour tradicional, que durou cerca de uma hora e vinte minutos, percorrendo os jardins e o exterior da residência de verão da família Concha y Toro. Só isso já valeria a visita, pois os jardins são belíssimos!

Seguimos, então, para conhecer os mais de 20 tipos de uva produzidos por eles, fizemos degustação de dois tipos de vinho, conhecemos o interior da vinícola, e no final, a grande surpresa: é contada a lenda do Casillero del Diablo, que eu obviamente não vou detalhar, para não estragar sua visita. 

Ao final do tour, a taça em que você fez a degustação dos vinhos é sua!

Vejam as fotos do tour:

Os jardins e o exterior da casa de verão da família Concha y Toro:








Conhecendo os mais de vinte tipos de uva da propriedade:





Conhecendo o interior da vinícola:


Crianças podem participar, não pagam, mas obviamente, não podem experimentar os vinhos!


Uma das duas degustações de vinho da visita:


A lenda do Casillero del Diablo pode assustar algumas crianças, pois o ambiente fica bem escuro...



Última degustação de vinho:


A taça é sua!


A vinícola também oferece um tour especial, o Marques de Casa Concha, onde você prova, não somente dois, mais quatro vinhos Marques de Casa Concha, todos harmonizados com queijos e vinhos. Ao final do seu tour, a taça também pode ser levada de presente!

Dica: agende a data e horário do seu tour com antecedência aqui, para não correr o risco de não conseguir fazê-lo, ou ficar esperando vaga em algum horário.

Os tours acontecem todos os dias (com exceção de algumas datas, portanto, melhor conferir), das 10:00 às 17:10. Os horários do tour em português (somente tour tradicional) ocorre  às 11:30, 12:20, 15:10 e 17:00 horas. 

Valores: o tour tradicional sai por $10000 pesos chilenos ou $18 dólares americanos; já o tour Marques de Casa Concha sai por $20000 pesos chilenos ou $32,84 dólares americanos.  

Depois do tour seguimos para o Wine Bar, o restaurante da vinícola, que por sinal, é muito bom e vale a visita. Reservas: saboresyvinos@gmail.com 

Exterior do restaurante:


Interior do Wine bar:

  
Eles não possuem menu infantil, mas prepararam espaguete à bolonhesa para meu filhote... 



Pães saborosos de entrada:



Maridão foi de ragú de cordeiro, muito saboroso...


Eu fui de pastel de choclo, um prato típico chileno, que estava divino: 


Filhote foi de espaguete à bolonhesa, que também estava muito bom, segundo ele.


No final, uma passadinha na loja, pois ninguém é de ferro, e saímos de lá felizes da vida, nos achando os entendedores de vinho! #sqn




Patricia Tayão.
Fotos: Patricia Tayão, Eduardo Freitas e Isaac Tayão.

2 comentários:

  1. Olá, boa tarde.
    Você teria uma média de valor gasto no Wine Bar?
    Irei este ano para lá, e gostaria de ter uma noção quanto ao valor do restaurante.
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila, se não em engano, gastamos cerca de R$150,00 reais para nós três, com bebidas e taxas incluídas. Não achei caro pelo que é oferecido. Abraços!

      Excluir