24 de fev de 2016

5

Algumas dicas para fazer ecoturismo com crianças.

Isaac na flutuação no Aquário Natural, em Bonito - MS.
Muitas pessoas acham que fazer ecoturismo com crianças é algo difícil e, pior ainda, perigoso. É claro que não podemos ignorar os riscos  que as atividades ao livre nos guardam, mas tomando as devidas precauções, ele fica "tão perigoso quanto uma ida ao playground." 

Para as crianças, o contato com a natureza é pura alegria e encantamento. Ver como a natureza funciona, os animais, as plantas, as interações entre eles, e todo o prazer que aquilo tudo pode lhe proporcionar, é muito enriquecedor e divertido para os pequenos. Longe das tvs, ipads e smartphones, começam a aprender a importância de preservar esse patrimônio, vital para a saúde do planeta.

Nesse post, selecionei algumas dicas para você colocar em prática para que seu filhote lhe acompanhe desde cedo em aventuras pela natureza...

Cahoeira da Toca, em Ilhabela - SP. 
A regra de ouro para fazer ecoturismo com crianças é: acostume-as desde sempre a ter contato com a natureza, ela é menos problemática que muitos brinquedos de casa de festas. Desde bebês, ao invés de shopping, leve-as para um parque da sua cidade, mesmo que seja só para forrar uma toalha e apreciar a natureza...

Tão logo comecem a andar e já podem fazer sua primeira trilha com os próprios pés, e antes disso, um dos pais podem levá-las para curtir a natureza em um sling, canguru ou mesmo uma mochilinha própria para carregar bebês. 

Comece com as trilhas pequenas e vá aumentando paulatinamente o tamanho e a dificuldade das mesmas. Quanto mais cedo você lhes apresentar o mundo outdoor, menos dificuldade você terá para fazer ecoturismo com seus filhotes.  

Poço Encantado, na Chapada dos Veadeiros - GO. 
Praias, cachoeiras, parques, também podem ser apresentados às crianças desde bem pequenas, mas vale lembrar que toda atividade outdoor que você for fazer com seu pequeno, deve ser bem pensada. 

Em Bonito-MS, onde estivemos recentemente, eu só aconselharia a levar crianças a partir dos 9 anos, e a razão disso é que a cidade oferece a quintessência do ecoturismo nacional. O lugar é tão maravilhoso, tão rico em paisagens e experiências, que uma criança com idade inferior a essa vai te exigir uma atenção que não é possível oferecer, além do que, alguns passeios nos exigem mais fisicamente.  

Trilha para as Cachoeiras das Loquinhas, na Chapada dos Veadeiros - GO.
Outra coisa super importante de salientar ao fazer ecoturismo com crianças é esclarecer aos pequenos o risco que correm caso não sigam as regras de segurança pré estabelecidas pela família.

Algumas regras devem ser seguidas, como fazer toda a trilha juntos, com a criança sempre no meio dos adultos, e não na frente ou atrás. Os adultos devem  sempre acompanhar o ritmo das crianças do grupo, não sair da marcação da trilha, e se for íngreme, nunca andar na beira da trilha.

Se fora levar os pequenos para cachoeiras, rios, seguir as normas de segurança do parque ou da atração. Ao entrar na cachoeira ou rio, verificar profundidade, correnteza. As mais indicadas para as crianças são as com poucas pedras, com pouca profundidade. Por precaução, uma boia  em cada braço ou um colete salva vidas, e todos voltam felizes para casa.  

Se for fazer tirolesa, arvorismo ou qualquer outra atividade mais radical, verifique as condições do equipamento e a idoneidade da empresa que está ofertando o serviço.  

Não esqueça de levar para as crianças pequenos lanches, água, protetor solar, repelente, boné, tudo guardado em uma mochila. Trilha se faz com as mãos livres, para caso precise segurar em algum corrimão.   

Arvorismo no Hotel Cabanas, em Bonito - MS.
Coloque roupas e calçados adequados para as crianças. A roupa e o tênis devem ser confortáveis. Esqueça  aquele lindo par de tênis novinho em casa. Para trilhas, use os mais velhos e confortáveis, ainda mais porque, correm um sério risco deles serem chafurdados na lama.

Leve na mochila um kit com remédios com as quais as crianças estejam familiarizadas, para picadas de insetos ou pequenos machucados.  

Rio Maipo, em Cajón del Maipo, Santiago, Chile.
Mesmo com todos os cuidados, imprevistos acontecem, mas acontecem mais com as crianças que não estão acostumadas a viverem ao ar livre, que vivem trancadas em seus apartamentos, sem verem a luz do sol ou do luar. Um escorregão aqui, uma dificuldade ali, e vamos formando nossos pequenos aventureiros... 

Boia-cross no Hotel Cabanas, em Bonito - MS.

Patricia Tayão.
Fotos: Patricia Tayão.

Para reservar seu hotel no Brasil e no exterior, acesse o banner do Booking abaixo. O Booking oferece a maior rede hoteleira, com cancelamento gratuito e com avaliações de quem realmente se hospedou em seus hotéis.

Booking.com

5 comentários:

  1. Muito bom! Camille faz trilha desde os 3 anos e não me arrependo disso. Ela ama (até mais do que eu agora..Rsrs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camille está mais que acostumada com a vida ao ar livre né Natália? Também, morando no Rio e com os pais adorando viajar, não poderia ser diferente! Beijos!

      Excluir
  2. Que surpresa Patrícia! Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir