12 de mar de 2016

1

Relato de viagem a Porto de Galinhas.


Igreja de São Benedito, na Praia dos Carneiros.

Recentemente, meus sogros estiveram em Porto de Galinhas. Pedi então, para que escrevessem algumas dicas de passeios em Porto e arredores para o Viajar hei. Seguem as dicas do casal Freitas...

A chegada é por Recife. O transfer nos levou direto para Muro Alto, vizinho a Porto de Galinhas, onde nos hospedamos em um excelente hotel, o Marulhos Suítes e Resort. Para quem gosta de piscinas, com bar “bumbum molhado”, caipirinha e água quente (natural), é ótimo. Chegamos na hora do almoço e preferimos descansar e aproveitar o hotel.

Contratamos alguns passeios com a Luck Receptivo, empresa que é a maior do local. Ônibus bons e confortáveis, pois gosto de desfrutar e não de trabalhar de motorista nas férias. Ficar caçando lugares no GPS não é comigo.
Praia dos Carneiros:
No dia seguinte fomos à Praia dos Carneiros. Primeira constatação: não há carneiros, pelo menos quadrúpedes. O nome se deve a uma família que se instalou por lá, segundo o piloto do catamarã. A praia é maravilhosa.

Uma boa pedida na Praia dos Carneiros é fazer um passeio de catamarã para um banho nas piscinas naturais, a 1km de distância da praia.
Embarque no catamarã.



Já no catamarã, costeando a praia.


Falésias brancas existentes numa praia próxima. 

Dois rios que se encontram na praia.  Um deles é o Sirinhaém. Essa palavra significa viveiro de siris, de acordo com o site da cidade.



Chegada ao banco de areia, distante 1 km da praia.


Praia dos Carneiros ao longe.



Pessoal desfrutando do banco da areia. Detalhe maravilhoso: a água é morninha!



Uma amostra da maré baixa da região.

A água, que chegava até quase nossos pés no restaurante, sumiu! O catamarã aproveitou para um cochilo, que ninguém é de ferro. Bem, ele é...
Não podia deixar de colocar minha foto em Bora Bora. Da Praia dos Carneiros, logicamente. 


Gostamos tanto da Praia dos Carneiros que fomos lá duas vezes.
Porto de Galinhas:
No dia seguinte fomos para Porto de Galinhas. Cidade simples, mas com muitos hotéis, pousadas e mansões, estas mais afastadas de muvuca. A praia é linda mas um tanto cara para se estabelecer na areia e comer. Mas, sempre se pode sentar na areia de graça. Mas é desconfortável. Se consumir não paga a barraca.

Nas ruas internas pode-se encontrar coisa melhor. Só vi umas poucas galinhas – estátuas – por lá. 
Na chegada à praia nos deparamos com a necessidade de trabalhar. 

Mas tivemos logo a recompensa...



A praia é muito bonita, com muitos coqueirais, algumas casas excelentes e até luxuosas. Mas, no porto propriamente dito, a muvuca e o assédio de ambulantes são um pouco chatos. Apesar disso, fomos lá duas vezes. De táxi.




Na Praia dos Carneiros o piloto do catamarã, que acumulava a função de guia, nos disse que Porto de Galinhas é a Praia dos Carneiros amanhã. Dois projetos de resort ocupariam dois grandes pedaços de praia. Pelo menos espero que tenham o bom-senso de preservar a vegetação, principalmente os coqueirais, que tanto embelezam a praia. Destruir aquilo seria “mais que um crime, seria uma burrice” – não lembro quem disse isso.
Maragogi - Alagoas:
Bem, dizer que Maragogi é entorno de Porto de Galinhas é baita mentira. Fica em Alagoas, a cento e tanto quilômetros de distância (não lembro quanto são os tantos).
O ônibus nos deixou num restaurante beira mar. Donde fomos direto ao catamarã para um passeio até quase alto mar – ô exagero - (felizmente há os recifes, a água quase nem balança).
Passeio de catamarã. O tempo não estava totalmente claro, o que prejudicou as fotos, principalmente para mau fotógrafo como sou.



As água são claras, transparentes. E quentinhas, muito gostosas. Muitos dos passageiros foram mergulhar para ver os corais. Os guias dão um curso de 20 minutos, fazem um teste de adaptação, e vamos que vamos. Aliás, vamos coisa nenhuma, eu fiquei tomando cerveja.


Um pequeno passeio pela praia, bem mais “selvagem” que Porto de Galinhas. 


Foz de um rio, raso mas com alguma  velocidade – pouca, mas para mim, citadino e coroa, me desencorajou de atravessá-lo. Cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém, já diziam os antigos.


Ricardo Freitas.
Fotos: Ricardo Freitas, Maria da Penha. Edição das fotos: Patricia Tayão.
Para reservar seu hotel no Brasil e no exterior, acesse o banner do Booking abaixo. O Booking oferece a maior rede hoteleira, com cancelamento gratuito e com avaliações de quem realmente se hospedou em seus hotéis.




Um comentário:

  1. Estou louca para conhecer a praia dos carneiros que achei maravilhosa.

    ResponderExcluir