terça-feira, outubro 2

Colecionar momentos custa caro

Colecionar momentos custa caro

www.viajarhei.com

Virou moda entre os blogueiros de viagens - e eu me incluo nisso -  postar no Instagram a frase: colecione momentos, não bens materiais. Ofereça experiências aos seus filhos, não coisas

Todo esse blá, blá blá para tentar emplacar a ideia de quem quem viaja é minimalista,  compra pouco e que portanto, é um ser superior, e  que não vê graça em carro zero, apartamento decorado e bolsa de grife. Enfim, essas coisas de gente apegada e consumista. 

Existe todo um discurso no mundo viajístico de que as viagens transformam as pessoas em seres  humanos melhores, sem preconceitos,  preocupados com o meio ambiente e sem nenhum apego material.  Não há nenhuma evidência de que de fato, isso aconteça.

Com nossos iphones e go pros em mãos, partimos  para destinos descolados, da moda, fazemos trilhas, mergulhos. Ticamos destinos paradisíacos e tradicionais da nossa imensa lista de lugares para conhecer. Levamos nossos filhos a resorts e parques temáticos. Vamos a shows e museus. Como se isso tudo caísse do céu e fosse de graça.

Já reservou hotel para sua próxima viagem? Veja opções no Booking.com AQUI - o maior site de reservas do mundo.

E depois inundamos o Instagram e o Facebook, com fotos despretensiosas, do tipo "preciso de pouco para ser feliz". Sei...

Lamento informar - se é que já não sabemos -  mas um jantar em um restaurante simples, em qualquer lugar do mundo, custa uma pequena fortuna, somadas as passagens/hospedagens e  o tempo que você precisa deixar de trabalhar para viver tais experiências. Sem contar que existe um enorme custo ambiental em viagens, ou será que achamos que querosene de avião vem de marte?

A experiência oferecida ao seu filho em Orlando ou em qualquer outro lugar pelo mundo, não tem nada de desprendimento material. Todas esses momentos colecionados têm preço e custam bem caro. 

Tenho que concordar que é uma excelente opção deixar de consumir algo palpável para  viajar - talvez a melhor - mas não podemos nos iludir. Viajar é um bem de consumo como outro qualquer - que faz a roda da economia girar - e nós viajantes não somos melhores do que ninguém por fazermos essa opção.

Já reservou hotel para sua próxima viagem? Veja opções no Booking.com AQUI - o maior site de reservas do mundo.

Patricia Tayão. 

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search