quinta-feira, outubro 7

Museus com tours virtuais são os melhores destinos para conhecer nas próximas férias

Museus com tours virtuais são os melhores destinos para conhecer nas próximas férias

 

Fonte: Unsplash

Desde o início de 2020, logo após o começo da crise que afetou o mundo, várias atrações e destinos turísticos começaram a abrir espaço para o turismo digital. Alguns dos museus mais conhecidos e visitados, como o Louvre e o Museu Britânico, criaram ferramentas de tours digitais gratuitos para o público. 


Assim, muitas pessoas conseguiram conhecer um pouco mais das exposições desses lugares. Agora, com as viagens voltando ao normal, esses locais se transformaram nos destinos mais procurados por quem vai sair de férias nos próximos meses.

 

Isso acontece por uma razão muito simples: os tours se transformam na melhor propaganda possível para esses museus. As pessoas começaram a descobrir a qualidade das exposições, assim como a grande variedade de conhecimento disponível nesses locais. 


A ideia de uma boa parte desses turistas é ter a experiência real de visitar os museus, e com muita ideia mais clara do que esperar desses locais. É uma prévia interativa, e tem funcionado bem.

 

Por exemplo, o Louvre, localizado em Paris, na França, não encerrou a ferramenta de tour virtual em algumas das exposições. O plano é manter essa interatividade, e utilizá-la como uma estratégia de marketing digital. Outros locais que fizeram isso, seja na Europa ou até mesmo no Brasil, possuem o mesmo planejamento. 


O Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, também conhecido como MASP, já anunciou que também vai continuar com os tours virtuais gratuitos no site oficial.


 

Museus para visitar antes e depois



Tudo isso que falamos indica que para as próximas férias, principalmente em 2022, alguns museus estarão na lista de mais indicados para visitar e conhecer. Vamos mostrar alguns deles, além do Louvre e do MASP, com foco nos que possuem o tour virtual ainda ativo.


O primeiro da nossa lista é o Metropolitan Museum of Art, localizado nos Estados Unidos. Ele é considerado um dos museus mais importantes de todo o mundo, e uma boa parte das exposições podem ser conhecidas no site oficial. A visita é quase obrigatória para quem está em Nova York, ou em alguma região por perto. 


Outro museu norte-americano que também vale uma pesquisa é o Art Institute of Chicago, este sendo considerado um dos locais com maior diversidade em arte moderna e contemporânea de diferentes países.

 

Na Europa, o que não faltam são museus disponíveis para visitar online e depois conhecer ao vivo. O Museu do Vaticano, em Roma, o Museu Britânico, em Londres, e o Museu da Acrópole, em Atenas, são alguns dos mais ricos e importantes quando o assunto é história e arte. Porém, uma busca mais ampla irá resultar em mais de 30 museus diferentes no velho continente para conhecer.

 

O Brasil não fica de fora dessa tendência, e também conta com alguns museus que valem a visita. Por exemplo, o recém-inaugurado Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, o Instituto Inhotim, em Brumadinho, e a Pinacoteca, em São Paulo, são boas opções para quem não quer sair do país após fazer um tour virtual.

 


Além dos museus


 

Apesar do foco principal nos museus, eles não são os únicos que usaram o mundo digital para oferecer uma experiência ao público. Os sites de jogos de apostas, por exemplo, possuem diversos recursos para que a experiência no cassino online seja até mais interativa que as casas de apostas tradicionais. Assim, é possível jogar blackjack, roleta, pôquer e até slots machines em um ambiente temático e com mesas em tempo real. 


O uso do streaming também permite que o jogador aposte contra adversários em transmissão ao vivo com um dealer de verdade. O brasileiro pode aproveitar isso bem, pois não precisa sair do país para apostar nesses jogos.

 

Isso aconteceu também no universo dos filmes, onde os serviços de streaming conseguiram desbancar até mesmo a poderosa indústria do cinema. Por conta da crise, as pessoas começaram a optar por assistir filmes, séries e documentários em casa, e não mais nas salas de cinema. 


Algumas produtoras já perceberam essa movimentação, e muitas estreias estão começando a acontecer diretamente nas plataformas, inclusive de filmes com grande orçamento.

 

A tecnologia está transformando o mundo, e abrindo novas possibilidades para quase todas as pessoas. O turismo não fica de fora disso, e alguns museus, e outras atrações, estão sabendo aproveitar muito bem. A ideia não é usar o mundo digital para substituir um museu, e sim dar a oportunidade para mais pessoas conhecerem.

 


Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search