29 de ago de 2013

6

Tulum, Akumal e Yal Ku.


Passeio imperdível pra quem vai a Cancun, Tulum fica a mais ou menos 130 km de distância da zona hoteleira. Não tem como errar, saindo da Boulevard Kukulkan (a rua dos hotéis), seguir as placas em direção a Tulum, elas são imensas e o caminho é praticamente em linha reta.


Pode-se chegar  lá de diversas maneiras: em um tour organizado (consulte as agências ou o seu próprio hotel), de ônibus, ou melhor ainda, em um carro alugado, como nós fizemos.

 Descendo as escadas para ir a praia, uma pausa para o calor sufocante de Tulum.


O parque conta com belas e preservadas ruínas Maias, emolduradas por uma paisagem para qual você vai olhar diversas vezes para se dar conta de que é real, não uma miragem. As ruínas estão localizadas sobre um mar de cores maravilhosas.

 Praia de Tulum, com o sítio arqueológico repleto de ruínas Maias na parte de cima.


A dica principal que posso te dar é: chegue cedo, o quanto antes, o calor é absurdo, muito quente mesmo. Compre bastante água antes de entrar no parque, pois lá dentro não se vende nada. Passeio perfeito para um dia nublado.

Não tem como pagar em dólar, somente em pesos mexicanos. Tem uma casa de câmbio perto da bilheteria do trenzinho que leva até a entrada do parque. 


Não conseguimos chegar tão cedo e pegamos o lugar lotado, insuportavelmente quente, de modo que não aguentamos ficar mais do que  uma hora no parque.

Existem diversas lojas de souvenirs na entrada do parque, deixe para dar uma olhadinha na saída.

Do estacionamento até a entrada do parque leva-se 10 minutos andando. Tem também um trenzinho, que é pago à parte. Nós optamos por ir andando, já que a fila do trem estava bem grande.

Galera do Viajar hei em Tulum...


Para entender realmente o passeio, o ideal é contratar um guia; na entrada do parque tem vários; em espanhol e em inglês,  que pode ser contratado em conjunto com outras pessoas ou somente para seu grupo.

Nós fomos apenas dar uma volta e acho que foi o certo, não teríamos aguentado muito tempo por lá.

Depois de dar uma olhada nas ruínas,  e tirar algumas fotos, descemos até a praia para nosso filhote se refrescar, e é  claro que todo mundo pensou igual, lotando a praia.
  
 Ruínas Maias bem preservadas em Tulum.




De lá, seguimos para Akumal, uma praia maravilhosa, no caminho de volta  para  Cancun, praia em que é possível ver tartarugas - mergulhando sozinho, se tiver sorte, ou contratando um passeio de mergulho em grupo (alugam equipamento de snorkel e você segue um roteiro até as tartarugas).

A entrada correta para essa praia, vindo de Tulum é: Akumal, pois tem outras placas, como por exemplo Akumal Adventure, que podem te confundir.

A praia é linda, tem diversos estacionamentos espalhados ao longo da rua principal (pagos)  e muitos restaurantes.

Na praia há diversas barracas para alugar snorkel  e avistar as tartarugas. Maridão conseguiu ver uma, mas mergulhou sem a  câmera, portanto, não temos registro, mas parece ser relativamente fácil vê-las.

Akumal, um praia maravilhosa, com inúmeros restaurantes...




Depois de um banho de mar, paramos no restaurante Lol ha, que fica logo na entrada e foi o primeiro que vimos, e não nos arrependemos. Estava tudo muito gostoso. Eu e meu marido comemos peixe e nosso filhote comeu um filé, que segundo ele, estava muito saboroso.


E para finalizar, seguimos para Yal ku, em Akumal mesmo, já na praia há  placas indicando o caminho. Trata-se de uma lagoa, com entrada paga (como tudo em Cancun e arredores), onde você pode fazer snorkeling (tem local para alugar o equipamento)  e ver diversos peixinhos.

Li em muitos blogs, como no da Luciana Misura, que escreve o ótimo Colagem, que a lagoa Yal Ku, na época que ela foi, estava repleta de peixes, post dela aqui.  mas nós não tivemos tanta sorte, vimos peixes sim, mas nem tanto quanto ela relatou. De qualquer forma, o lugar é realmente muito bonito e a água muito cristalina. 

É como se fosse Xel-há sem  toda a infraestrutura. Vale e muito a sua visita! Pra as crianças então, um super passeio!




Nesse local não tem nenhuma infra de restaurante ou lanchonete, nem água tem para vender, então leve a sua.


A lagoa fecha às 17:00 horas. Seguimos então para Cancun. Mortos de cansados, chegamos ao nosso hotel, felizes da vida, por termos tido um dia dos Deuses!!!



Patricia Tayão.
Fotos: Eduardo Freitas.

6 comentários:

  1. Oi, Pat. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie - Boia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso Natalie??? Muito feliz pela sua escolha!!!
      Abraços!!!

      Excluir
  2. Saudade! Tulum é gostoso demais!
    Carmen L.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Da próxima vez quero aproveitar mais Tulum, bom demais mesmo!!!

      Excluir
  3. Patricia, li todos os posts do México, adorei! bjokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pôxa Cláudia, que coisa maravilhosa você em meu blog! Se alguma coisa que eu tenha escrito lhe servir, ficarei imensamente satisfeita. Beijos!!!

      Excluir