26 de jan de 2017

0

Nosso roteiro de um dia pelo Porto Maravilha - RJ.

Vista da Praça Mauá a partir do terraço do Museu de Arte do Rio.

Sem sombra de dúvidas, as olimpíadas deixaram um legado para o Rio: a revitalização da área do porto, agora chamado de Porto Maravilha. A inspiração para tal renovação, vieram de outros portos mundo afora, como Puerto Madero, em Buenos Aires e Port Vell, em Barcelona.

O Porto Maravilha  é a região que vai da Praça Quinze, passa pela Praça Mauá,  pelos  armazéns do porto, até chegar ao AquaRio. Hoje, é a região do Rio mais bacana para ser visitada, tanto por turistas, quanto por cariocas.

Por lá, prédios históricos, centros culturais, museus e escavações arqueológicas, convivem harmoniosamente com a modernidade, a mobilidade urbana, as belezas naturais e o povo carioca.

Nesse post, sugiro  um roteiro redondinho pelo mais novo ponto turístico do Rio, com dicas do que fazer o dia inteiro por lá.

Resumo do nosso roteiro: café da manhã na Confeitaria Colombo - caminhada pela Orla Conde - Aquario - caminhada pela Orla Conde - almoço no Restaurante Mauá, ou uma outra opção mais conta, como Spoleto ou  food trucks - visitação ao Museu de Arte do Rio ou Museu do Amanhã - mais caminhada pela outra parte da Orla Conde.

Minha primeira dica é: vá de metrô, ônibus, vlt (veículo leve sobre trilhos), barca, táxi, uber, ou se você puder, andando ou de bike, mas deixe seu carro em casa ou no seu hotel. A região lota aos finais de semana.  Até tem lugar para estacionar - Rio branco - RB1, no início da Rio branco, mas você vai pagar bem caro por isso.

Nesse roteiro que elaborei, o dia começa cedo. Você vai tomar  seu café da manhã na Confeitaria Colombo, a mais glamourosa  da cidade. Fundada em 1894, a confeitaria  é parte do patrimônio histórico e cultural do Rio.

Tudo na Colombo é maravilhoso: a arquitetura art noveau, os espelhos belgas, os belíssimos móveis em jacarandá, as bancadas de mármore italiano, as mesinhas do início do século passado. Você vai se sentir na belle époque carioca.

Mas nem só de beleza vive a confeitaria, os doces portugueses e os salgados, com destaque para o camarão empanado...Tudo é para comer rezando.

Para conseguir se sentar e apreciar as belezas do salão, chegue cedo. Às nove da matina já tem fila na porta. Se bobear, você  vai ter que tomar seu café da manhã em pé. Por isso, não dê mole e garanta rapidamente seu lugar assim que a confeitaria abrir.

→A estação de metrô mais próxima da confeitaria é a carioca.

Veja um post nosso sobre a confeitaria aqui.

Confeitaria Colombo.

 Café da manhã na Colombo.

Camarão empanado, uma das maravilhas da Colombo.

Seguindo nosso roteiro, vamos conhecer  a mais nova  atração do Porto Maravilha, o  Aqua Rio, que vende ingressos online e com hora marcada.

Inaugurado recentemente, o Aquario é o maior aquário da América do Sul, possuindo uma área de 26 mil m² e 4,5 milhões de litros de água. Quando estiver funcionando a pleno vapor, terá 8000 animais de  350 espécies diferentes. No aquário são retratados inúmeros ecossistemas marinhos, e tem até um túnel subaquático de onde se pode ver muitos peixes.

Para chegar ao Aquario, siga andando pela Rio branco até chegar ao Museu de Arte do Rio. Depois basta virar à esquerda e seguir andando pela Orla Conde. No caminho, não deixe de apreciar o mural de Eduardo Kobra "Etnias", o maior painel de grafite já pintado no mundo.

Se não quiser andar tanto, dá para pegar o vlt (veículo leve sobre trilhos) - dúvidas sobre utilização do vlt - linha 1 sentido Rodoviária/Praia Formosa - e descer na estação Utopia.

→Em duas horas você consegue ver tudo, com crianças, separe duas horas e meia.

"Etnias" - Painel de Eduardo Kobra, na Orla Conde - Porto Maravilha - RJ.

Vlt - veículo leve sobre trilhos.

Aquario.

Seguindo a programação, saia do Aquario em direção ao Museu de Arte do Rio. Você pode ir a pé ou de vlt, descendo na estação do museus.

Indo a pé, você vê não só o o grafite de Eduardo Kobra, mas inúmeros outros que foram pintados na região. Um mais interessante que o outro.

Grafite no Porto Maravilha. 

Mais um grafite.

Depois de muitas fotos, siga para o terraço do Museu de Arte do Rio, onde sugiro o almoço.  Se você deseja visitar o museu, que vale super a pena, compre seu ingresso e suba ao terraço. Se não quiser conhecê-lo,  apenas apreciar a  mais bela vista da região e almoçar no  Restaurante Mauá, não precisa comprar o ingresso, suba direto ao terraço. A vista é gratuita. 

O restaurante não é a opção mais em conta da região, mas a vista compensa, além da comida ser bem caprichada. Uma opção mais em conta é o  restaurante Spoleto, que fica na Rio Branco, 01. Outra dica econômica para comer  são os food trucks, que lotam a região aos finais de semana. 

Após o almoço, você tem duas opções: visitar o Museu de Arte do Rio,  ou o Museu do Amanhã, que fica bem pertinho dele, sendo o ponto central do Porto Maravilha. Visitar os dois na parte da tarde fica complicado, pois em cada um tem muita coisa para ser vista.

Se decidir pelo Museu do Amanhã, compre seu ingresso online e com hora marcada. As filas costumam ser grandes aos finais de semana.


Museu de Arte do Rio.

Nosso post sobre o Museu de Arte do Rio.

Museu do Amanhã.  

Depois de visitar um dos museus, caminhe à direita, beirando a baía, para conhecer o resto da Orla Conde, que vai até  a Praça Quinze. Em toda a orla, que possui 3,5 km de extensão, você pode conhecer 13 museus e centros culturais. Esse  foi apenas um dos inúmeros roteiros que podem ser feitos na região.  

Querendo outro roteiro? Monte o seu: escolha no mapa o que deseja visitar; dê uma googlada e confira diretamente nos sites dos museus e centros culturais a programação...algum deles com certeza vai lhe interessar... 

Bom passeio!


Vista para a baía a partir da Orla Conde.

Patricia Tayão.
Fotos: Patricia Tayão e Eduardo Freitas.






































Nenhum comentário:

Postar um comentário