9 de out de 2016

24

Como conciliar viagens e o ano escolar das crianças?


Nós adoramos blogagens coletivas, onde vários blogs escrevem sobre um mesmo tema. Vejam algumas das quais já participamos:

Nossa primeira viagem em família.
Dez mudanças par as famílias viajarem mais pelo Brasil.
Descobrindo o Brasil com crianças: nossas melhores viagens em família pelo Brasil.
Cinco museus no Rio para levar as crianças.
Entre Rio e São Paulo, os melhores museus para levar as crianças.

Cada hora é um grupo  quem propõem a blogagem. Essa de hoje é do grupo Assuntos de blogueiros  - viajando em família. Nos acompanhem nas redes sociais com a hashtag #ViagensEEscola. Esse grupo tá tão bacana que já até fizemos uma viagem juntos. O encontro foi em Búzios, e falamos um pouco dele aqui. Mas, vamos a nossa contribuição ao tema...

De um lado, pais que amam viajar. Do outro, filhos em idade escolar. Pais querendo fugir da alta temporada, dos preços na estratosfera, de destinos lotados. Crianças dando seus primeiros passos em matemática, ciências e história. Estariam os pais negando conhecimentos aos seus filhos ou enriquecendo seu currículo, com vivências, ao invés de teorias? 

As opiniões são controversas: há os que não deixam seus filhos faltarem às aulas por nada, por acharem que aquele conteúdo precisa ser aprendido e vai fazer falta no futuro, assim como há os que são bem tranquilos,  que acham que o que perderam em matéria, ganharam em convivência com a família, com outras culturas.

Se para pais normais, isso já é um dilema, imagina para quem é blogueiro de viagem, ou seja, que respira isso 24 horas por dia, que passa o tempo inteiro vendo promoções de passagem aérea, que está sempre, sempre, planejando a próxima viagem?

Difícil né! Nossa experiência nos diz  o seguinte: viaje o máximo que você puder, pelo maior período de tempo possível, para mais longe que conseguir ir, enquanto eles ainda estão na pré escola. Dá trabalho viajar com eles bem pequenos? Sim, mas é o mesmo trabalho que você teria na sua rotina. E convenhamos, é bem melhor ter trabalho em Paris do que em casa!

Conforme vão crescendo, o volume de conteúdo é maior, ficando cada vez mais difícil a ausência deles, até que chega um ponto em que estudos mais aprofundados, como no ensino médio, vão tornar até as viagens pequenas, de final de semana, cada vez mais raras. Por isso, curta muito as viagens com seus filhos! Além do que, chega uma hora em que eles mesmos não vão mais querer viajar conosco. Nem consigo me imaginar viajando sem meu pequeno pré adolescente chatinho!

Aqui em casa, quando Isaac estava na primeira fase do ensino fundamental, já chegamos a ficar 15 dias fora, sem que isso tenha prejudicado seus estudos, pois quando voltávamos, as professoras mesmo nos davam a orientação devida. Esse ano, já no 6º ano, passamos uma semana fora. Suas notas, por incrível que pareça, melhoraram! Isso mesmo! Viagem faz bem para os pequenos também viu! Mas para colocar em dia o que perdeu nessa semana, demorou mais de quinze dias, pois ainda tinham as tarefas diárias da escola. Definitivamente, mesmo com as notas mais altas, sentimos que não dá mais para ele se ausentar da escola. E cada família vai sentir a sua hora de cessar as viagens durante o período escolar.

Com isso em mente, para montar nossas futuras viagens durante o período escolar, vamos colocar mais em prática algumas técnicas que já havíamos desenvolvido durante todos esses anos viajando com um estudante.

1- Com o calendário em mãos, vamos planejar mais viagens curtinhas, de final de semana, emendando o feriados de quinta ou terça-feira, por exemplo - desde que não sejam em dias de teste, prova  ou alguma atividade/matéria importante. Vamos aproveitar para conhecer mais nosso lindo estado (somos do Rio - morram de inveja!), e ticar da lista regiões que há muito queremos explorar. Com certeza, tem lugares bem interessantes para serem vistos bem pertinho de você, mas que por diversos motivos, vamos deixando para depois.

2- As viagens grandes terão que ser deixadas para janeiro, carnaval e julho. Altíssima temporada, eu sei! Preços muitas vezes impagáveis. Mas temos um truque que funciona muito bem. Exemplo: se vai viajar durante o carnaval, ou saia de casa bem antes, ou bem depois. Na quarta-feira de cinzas as passagens costumam estar uma pechincha. Em janeiro, quanto mais para o final do mês, mais baratas as passagens estão, em julho, a mesma coisa. Quanto mais no meio daquela temporada, mais caras, sacou?

3- De vez em quando nosso calendário nos presenteia com alguns feriados nacionais junto com algum municipal, um bem pertinho do outro. É a melhor data para fazer uma viagem um pouquinho maior sem prejudicar a vida escolar dos pequenos. Nessas datas as escolas não costumam marcar nada muito importante, já sabendo que muitas famílias aproveitam esses feriadões para viajar.

Enfim, nós não estamos aqui para dizer quem está certo ou quem está errado. Cada família sabe das suas necessidades naquele momento da vida. Muitas vezes, uma viagem juntos é fundamental para todos se reconectarem (sempre acho isso), em outra época, o que essa mesma família vai precisar é que seus filhos aproveitem o privilégio que possuem de estudar e traçar para si um futuro melhor!

Vejam o que os outros blogs do nosso grupo tem a dizer sobre o mesmo tema:

Foto: Patricia Tayão.

24 comentários:

  1. Patrícia, por enquanto aqui consigo fazer esse arranjo. Minha filha está no 5 ano, vai se ausentar 15 dias, perto das provas, mas já conversei na escola e viajaremos tranquilos.

    Pode ser que um dia não dê mais pra fazer malabarismo, ou tenhamos que encurtar as viagens dentro do período letivo...mas enquanto ela conseguir dar conta do recado, vamos continuar nesse sistema.

    Adorei seu post!

    ResponderExcluir
  2. É isso ai Patrícia, temos que tentar nos ajustar ao calendário da escola mas quando não conseguimos, o importante é estarmos em contato com a escola sempre para que possamos ter uma boa orientação e na volta sabermos - e os filhos também - que aqueles dias fora podem acarretar num ritmo um pouco mais puxado, mas que sempre valem a pena :).

    ResponderExcluir
  3. Exatamente Patrícia!! Não há certo ou errado ou fórmula mágica! Cada um tem uma dinâmica e isso é que tem que valer! Um bj

    ResponderExcluir
  4. Oi Patrícia, ao ler o seu post fui lembrando de tudo o que passamos com o nosso filho(hoje com 17 anos). Viajar e conciliar a escola não é uma tarefa fácil mesmo. Mas também é uma fase tão legal, porque eles levam todo o conhecimento das viagens para sala de aula e ajuda muito para entender coisas que aprendem nos livros.
    Aproveitar os feriados prolongados é uma ótima opção mesmo, porque temporada alta é caro demais!Bjs

    ResponderExcluir
  5. Patrícia, como você também costumo fazer viagens curtas, aproveitando os feriados. Limito em cinco dias úteis de aula, mas do que isso não deixo meu filho faltar. Graças a Deus até hoje ele não ficou preocupado em virtude das faltas. Viagens longas só nas férias.

    ResponderExcluir
  6. Muito bom Patricia... é assim mesmo... primeiro com eles (pequenos), depois com eles grandinhos e chatinhos somente em altas temporadas... e futuramente, sem eles! rsrsrs (também não quero pensar nessa fase ainda, melhor com eles chatinhos e pré adolescentes agora mesmo em viagens mais caras em alta temporada). Bjs

    ResponderExcluir
  7. Concordo 100%com o que você disse: "viaje o máximo que você puder, pelo maior período de tempo possível, para mais longe que conseguir ir, enquanto eles ainda estão na pré escolaviaje o máximo que você puder, pelo maior período de tempo possível, para mais longe que conseguir ir, enquanto eles ainda estão na pré escola"!
    Acabei não escrevendo no meu post, mas os finais de semana começam a ficar comprometidos com o tempo! No Encontro de Buzios não consegui ir porque no fim de semana tinha Feira de Ciências!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda tem isso né Paty, muitos finais de semana ficam também comprometidos com atividades da escola. Abraços!

      Excluir
  8. Paty precisamos nos adequar mesmo à rotina das crianças porque recuperar depois é bem complicado. Concordo que planejamento é tudo, antecedência e aproveitar as promoções em dia anterior ou posterior aos dias mais concorridos. Vamos dando nosso jeitinho para viajar mais. bjs

    ResponderExcluir
  9. Planejamento é a palavra chave. Por aqui ainda estamos na pré-escola, hora de aproveitar!!!

    ResponderExcluir
  10. Concordo plenamente!!!!
    É difícil, mas sempre damos um jeito!!!
    E a maior dica é, aproveitem o período da educação infantil. Aqui nós já morremos de saudades dessa época!
    Beijão para vocês!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho saudades Fran, da época que viajávamos sem preocupação nenhuma com matéria, estudo, notas...Beijos!

      Excluir
  11. Muito gostoso ler o seu texto! Adorei o seu conselho, "viajar o máximo que puder, pelo maior tempo possível e o mais longe que puder". Vou colocar em prática cada ano mais! abraços.

    ResponderExcluir
  12. Paty,
    Também acho que não existe certo ou errado, temos que analisar a situação, idade escolar e o calendário.. O meio termo é sempre o melhor caminho!!

    ResponderExcluir
  13. oi Patrícia
    Acredito que é bem por aí. Cada família vai gerenciando as viagens de acordo com o avanço dos anos escolares e perfil dos filhotes. Nossa, sair de férias, perder aulas e as notas melhorarem? Para onde vc viajou? Quero tomar dessa água também!!! hahahah
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viajamos para Orlando Adriana, para comemorar o 11º aniversário dele, apenas uma semana, mas a cobrança no pré e pós viagem foi grande. Ficamos com medo das notas caírem que demos uma turbinada nos estudos. Mas mesmo assim, para colocar a matéria em dia demorou muito, por isso, demos por encerrado as viagens no período escolar. Abraços!

      Excluir
  14. Excelentes dicas para quem, como eu, tem que se preparar para esses planejamentos todos em breve! Aqui ambos estão na escolinha, mas o mais velho, de 5 anos, já tem várias lições e cada semana aprende algo mais importante. Ano que vem já estamos pensando o que vamos fazer para não prejudicá-lo tanto.

    ResponderExcluir
  15. É isso aí, Pati, cada família sente quando chegou a sua hora...mas acho que esse tema de filhos não quererem mais viajar conosco anda vai ter que render uma BC, hein? Volta e meia essa preocupação volta à tona hahahaha...

    ResponderExcluir
  16. Adorei seu post, Patrícia! Super compartilho da sua opinião. Um beijo!

    ResponderExcluir
  17. Oi, Patrícia, gostei da maneira com que você colocou todas as vantagens e desvantagens. E o melhor ainda foi a frase "é bem melhor ter trabalho em Paris do que em casa"! Muito bem! Abraços, Carlos.

    ResponderExcluir
  18. Adorei seu post Patrícia, o assunto é polêmico mesmo, achei ótima a sua colocação que ninguém está certo ou errado, cada família tem sua "receita". Temos que aproveitar para viajar junto, seja na alta ou baixa temporada, os filhos crescem tão rápido! Bjs

    ResponderExcluir
  19. "viaje o máximo que você puder, pelo maior período de tempo possível, para mais longe que conseguir ir" Patricia, amei amei amei esta frase tua!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Mas te digo que eu pensava isso quando a Isah era pequena e continuamos ate hj mesmo ela com 14 anos acabamos que todo ano falamos que será o ultimo que ela perderá aulas, mas não resistimos e no ano seguinte estamos de novo com ela perdendo aula kkkkkk. Se me pedirem se me arrependo, NÃO...NAO ME ARREPENDO DE NADA!!!!!!!!!!!!!! rsrsrrsrs mas continuo a cada ano achando que será o último kkkkk pelo menos até passar o vestibular rsrs bjsssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  20. Nós percebemos que a pior parte de faltar as aulas é colocar a matéria em dia. Ainda mais no nosso caso que a pequena ainda precisa tanto de ter a gente do lado para motivar nas atividades.
    A volta das viagens acaba sendo mais cansativa. =(
    Mas dá-se um jeito! kkk

    ResponderExcluir