10 de jun de 2014

3

Parque das Aves: o melhor passeio de Foz do Iguaçu com crianças!



Ela posou pra mim, tenho certeza disso. Quando vi a foto, minhas impressões se confirmaram: uma ararajuba  virou levemente sua cabeça para sair bem na foto que ilustra  o topo do post.  E foi uma excelente modelo: não se mexeu, quase sorriu e não precisou de nenhum tratamento estético como as modelos geralmente  fazem, sua beleza natural foi suficiente para tornar a foto uma fofura. Pena que a fotógrafa não é tão experiente como a modelo e cortou o pé do bichano. Mas, ainda assim, valeu ararajuba!


No Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, além da modelo acima, mais de 1000 aves podem ser vistas, tanto do Brasil, como de outras partes do mundo, em uma área de 16,5 hectares de mata atlântica. 

O trajeto inteiro não dura mais que duas horas, podendo ser feita também a visita ao lado brasileiro das cataratas, já que os dois parques estão bem próximos. Sugiro fazer o parque das aves primeiro e depois seguir para as cataratas.

Este com certeza é o passeio em Foz  que mais encanta às crianças, mas os adultos também ficam maravilhados com tamanha variedade de aves do parque, parece que foram pintadas à mão, uma mais colorida que a outra, cada uma com seu cantar, trejeitos e penteados. As fotos não me deixam mentir!


O parque  foi fundado em 1994 por um casal de ingleses que se apaixonaram por Foz do Iguaçu, assim como já eram apaixonados por aves.

Hoje o parque é totalmente mantido com recursos próprios e recebe muitos pássaros confiscados pelo IBAMA, oriundos do tráfico de animais,  muitos deles vítimas de maus tratos. A grande maioria se recupera, mas alguns, como a ararajuba Francisquinha, não conseguem voar; ela adora o tratador, mas odeia mulheres, toda vez que uma entra  em seu recinto ela vai para o chão e começa  a correr atrás para bicar! Provavelmente maltratada por alguma mulher, não quer novamente passar por isso!


Outro exemplo de maus cuidados sofridos pelas aves é o da Fofa, arara criada pela esposa de um político com papa de milho, alimentação totalmente errada para ela. Chegando ao parque, achava que era gente, mas já se acostumou com sua nova vida, vive feliz ao lado de seu maridão Osvaldo e já teve até filhotinhos!

A variedade de aves dentro do parque é impressionante, tem avestruz, gralha azul, papagaios, periquitos, flamingos, tachãs, harpia, ararajubas, araras, tucanos, corujas, emas, urubus, ararinha da Patagônia, mutuns, jacutingas, faisão, além de sucuris, iguanas, jacarés, jiboias, tartarugas e um lindo borboletário.


O parque conta com diversos viveiros chamados de imersão, pois  você pode entrar e ter contato direto com os animais. Na entrada desses viveiros existe um corredor com duas portas, você entra, fecha uma porta e depois abre a outra para entrar no viveiro, evita a fuga das aves mais assanhadinhas.

No viveiro floresta, que representa o ambiente do Parque Nacional das Cataratas, aves de diversas espécies vivem em harmonia, umas nos topos das árvores, como os tucanos, e outras no solo, como perdizes e mutuns.



No viveiro Pantanal um ambiente aquático reproduz as áreas alagadas da região pantaneira; podem ser observadas garças, socós, marrecos, e guarás vivendo em harmonia.

Agora, o viveirão das araras é o mais impressionante de todos. Em uma área bem grande e alta vivem dezenas de araras, e temos a oportunidade de vê-las sobrevoando nossas cabeças, muitas vezes precisando abaixar para não haver nenhum encontro, digamos assim, próximo demais. Chega a ser emocionante, preciso urgentemente voltar para mostrar  ao meu filhote, pois dessa vez a família Viajar hei só contava comigo, pois fomos convidados pela Abbv para participar do   Festival de Turismo das Cataratas.

É ou não é um bom motivo para voltar?


No fim da trilha ainda podemos tirar foto com uma arara, tucano, cobra ou curica, todos bem mansinhos pois foram criados desde pequeninos dessa forma, acostumados  a serem tocados.

O parque ainda desenvolve o projeto Araras do Iguaçu, que tem como objetivo reintroduzir esses animais em seu hábitat natural. Outro projeto interessante é o que fornece abrigo, recuperação, nutrição, reprodução e estudo comportamental de tucanos, além de diversos projetos de educação ambiental junto à comunidade de Foz do Iguaçu.

Durante a visita, também podemos observar, em alguma tendas ao longo do parque, como é a alimentação de cada ave, além de  ver as diversas formas de bicos e cabeças que elas apresentam.

Ainda podemos encontrar lanchonete, banheiros e loja de lembranças. As trilhas do parque são acessíveis para cadeirantes e carrinhos de bebê.

Passeio altamente recomendado para quem vai com crianças a Foz do Iguaçu; além de divertido e bonito, muito educativo, uma aula prática de ciências para nossos filhotes!



Mapa do parque:


Informações:
Endereço: Avenida das Cataratas, km 17,1 -  ao lado do Parque Nacional do Iguaçu - Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil.
Funcionamento: diariamente das 8:30 às 17:00 horas.
Tel: (55) 45 3529-8282

Valores:
Estrangeiros: R$ 28,00;
Brasileiros: R$ 20,00;
Moradores de Foz do Iguaçu: R$ 5,00 (apresentar RG e comprovante de residência).

Ônibus que passa na porta do parque: linha 401 - Parque Nacional - Centro. 
Pegar no Terminal de Transporte Urbano, ala 2 ou  nos seguintes locais do seu trajeto: Rua Tarobá, Avenida República Argentina, Avenida Juscelino Kubitschek, Avenida Jorge Schimmelpfeng, Avenida das Cataratas, BR 469, Aeroporto, BR 469 Parque Nacional do Iguaçu.

*O Viajar hei foi convidado pela Abbv  e pela própria organização do festival para participar do Festival de Turismo das Cataratas, que forneceram ao blog passagens, hotel e passeios.


Vejam mais passeios que fizemos em Foz do Iguaçu:





Vejam mais fotos do parque:















Curta nossa página no Facebook: Viajar hei página no Facebook.



Patricia Tayão.
Fotos: Patricia Tayão

3 comentários:

  1. Muito bom adorei, sou morador de Foz do Iguaçu, e recentemente comecei escrever sobre os pontos turísticos locais também, amo parque das Aves, e essa cidade, abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sidney, ótima ideia escrever sobre Foz, essa cidade tão linda, tão rica em belezas. Abraços!

      Excluir
  2. Patricia,
    estou fazendo nosso roteiro de Foz e o seu blog, até agora, foi o melhor e mais bem detalhado que encontrei.
    Parabens!!!

    ResponderExcluir