2 de dez de 2014

0

Cancun: excelente para famílias!

Punta Sur, no Parque El Garrafon.

A conjugação de paisagens estonteantes do Caribe, com uma rica cultura Maya e hotéis all inclusive de cair o queixo, fazem desse lugar a vedete para casais em lua de mel.

Cancun também atende perfeitamente ao público que quer  baladas e mais baladas até o sol raiar. São muitas, e todas com bebida liberada, o que faz qualquer rapaz de família correr para lá para aproveitar esse momento "fora de controle" das moçoilas.

Mas Cancun também vai te satisfazer se sua viagem for em família, inclusive com crianças. Estivemos por lá e fizemos inúmeros passeios, todos voltados para nosso filhote, os posts estão inseridos ao longo do texto.

Então, faça suas malas e embarque comigo nessa viagem!

Visto:
Desde o ano passado Cancun não exige mais visto de turista para brasileiros. Somente seu passaporte será necessário.

Onde ficar:
Fique até o km 9,0 da Boulevard Kukulkan, na zona hoteleira, para ter aquele mar piscininha que atende a toda a família.
Se tiver com intenção de fazer muitos passeios, fique em Playa del Carmen, vilarejo a 60 km de Cancun, pois todos ficam mais próximos dessa cidade.
Nós ficamos no The Westin Lagunamar, em frente ao shopping La Isla; se quiser dar uma olhadinha na postagem  que fizemos sobre o hotel, clique The Westin Lagunamar Cancun, mas já adianto que não achamos ele o lugar mais adequado para crianças.

Outros hotéis da região oferecem uma super experiência quando se está com pequenos, que é o caso do Ritz Carlton Cancun, que a Sut-Mie, do maravilhoso blog Viajando com pimpolhos, nos conta no seu ótimo post Ritz Carlton Cancun.

Praia em frente ao nosso hotel:


Cancun é boa até debaixo d'água!


Outro hotel que a Sut-Mie se hospedou com suas filhotas foi o Paradisus Cancun - antigo Meliá, se quiser saber o que ela e as meninas acharam desse hotel, clique post Paradisus Cancun.

Para reservar seu hotel em Cancun, a melhor opção é o Booking, que não cobra taxas de cancelamento, se quiser dar uma olhadinha nos hotéis disponíveis na cidade, clique Booking.

                                                 

Companhias aéreas:

Tam, American airlines, Copa airlines, Aeroméxico, United airlines, Delta Airlines.

Quando ir:
Cancun pode ser visitada o ano inteiro, mas é bom saber de algumas informações para não cair em roubadas: de dezembro a fevereiro, mesmo sendo inverno por lá, a cidade está em alta temporada, pois muitos americanos estão fugindo do inverno rigoroso de suas cidades, então, nessa época os preços estão bem altos, mas mesmo assim, ótima pára se visitar.

Para nós brasileiros, os melhores meses concentram-se  no primeiro semestre, que são os mais secos e não tem risco de furação.

Nós fomos em julho e adoramos, quente de dia e agradável a noite, com a temperatura da água perfeita.

O segundo semestre é mais chuvoso e tem risco de furacão, por isso os preços ficam mais baixos, pipocando várias promoções. 

*Evite apenas o "spring break" (recesso escolar americano, tanto das escolas, quanto das universidades, e que lota a cidade de adolescentes).

Se quiser saber mais sobre o spring break e as datas, dá uma olhadinha nesse post que a Luciana Misura,  do excelente blog Colagem fez.

Moeda:
Paga-se praticamente tudo na cidade em dólares americanos. Somente no "Museo Maya" e em Tulum, nossas doletas não foram aceitas. A moeda corrente é o peso mexicano, mas não vale a pena trocar no Brasil, pois a cotação não é boa.

Língua:
Fala-se Espanhol, mas se você se vira bem no ingllês, não vai passar aperto, já que todo o staff do turismo é bilíngue.

Como se locomover em Cancun:
A zona hoteleira, onde provavelmente você ficará, pode ser totalmente percorrida de ônibus, que são seguros e passam a todo momento. Mas se estiver com crianças, o aluguel de um carro vai te dar uma praticidade maior para os passeios.

Compras:
Todo o turismo da cidade é voltado para os americanos, menos os preços dos produtos, que em nada lembram os dos Estados Unidos. Então, se você gosta de rechear sua mala com eletrônicos e roupas, vá de American Airlines  e depois dê uma passadinha em Miami. Dessa forma a viagem fica perfeita. Para perfumes,  os free shops da vida resolvem seu problema.
O único shopping que vale conhecer é o La Isla, a céu aberto, com a lagoa invadindo, formando pequenos canais, lojas bacanas e restaurantes com vista para a lagoa Nichupté, nos fundos do shopping.

Passeios a serem feitos:
Se você procura um lugar para fazer cada dia um passeio diferente, achou o lugar certo. Pode-se afirmar também que Cancun é a Disney das águas, praticamente tudo se faz dentro dela, e que água!

Ecoparques aquáticos :
A estrutura dos parques é comparável aos de Orlando, tudo muito organizado, limpo, só que com uma beleza natural indescritível.

Xel há - de longe o melhor parque, com uma bela lagoa para fazer snorkeling, tirolesa, cavernas, playground para os pequenos, all inclusive, com café da manhã, almoço, snacks e bebidas, inclusive alcooólicas.

Xel-há: 


Adoramos o parque e contamos tudo nesse post Xel-há

Xcaret - oferece um rio subterrâneo para fazer snorkeling, praia artificial bem calminha, ruínas maias e muitos animais para serem vistos. Almoço incluso no valor do ingresso.

Outro parque que fomos e adoramos, para saber tudo sobre ele, clique Xcaret.

Nadar com golfinho:
Ir a Cancun e não nadar com golfinhos é a mesma coisa que ir a Disney e não ir ao Magic Kingdom, os inteligentes cetáceos estão para Cancun assim como o Mickey está para a Disney. Praticamente em todos os lugares você poderá nadar com eles, acho que tem mais golfinho do que gente na cidade.

Os melhores lugares para interagir com eles são nos ecoparques temáticos, como Xel há ou Xcaret.

Nosso filhote nadou com golfinho no Aquário de Cancun, para ver a experiência dele, veja o post nado com golfinho no aquário de Cancun.

Nado com golfinho do Isaac:


Isla Mujeres: 
Ilha que fica a 30 minutos de ferry boat de Cancun, com lindas praias e um jeitão bem mais despojado que sua vizinha chique. A dica é alugar um carrinho de golf  e explorar a região, já que a ilha é pequena. 

Nessa ilha fica o parque El Garrafon, que tem na sua parte mais alta um jardim de esculturas e vistas espetaculares.
Isla Mujeres:


Estivemos duas vezes em Isla Mujeres, uma para passear pela cidade e outra para ir ao Parque El Garrafon, os dois posts estão aqui: Isla Mujeres e Parque El Garrafon.

El Garrafon:


Punta Sur, no parque El Garrafon: 


Cenotes: 
São rios subterrâneos que existem aos montes por toda a região, um mais belo que o outro, eram locais sagrados para o povo Maya e neles eram realizados cerimônias religiosas. Sugiro conhecer o Cenote dos Ojos, a caminho de Tulum.

O Fábio Pastorello, que exibe fotos perfeitas em seu excelente blog, oViagens Cinematográficas, fez uma postagem linda sobre os cenotes da região, dá uma olhadinha no post dele, é de babar: cenotes em Cancun.


Tulum:
Fica a 130 km de Cancun, à beira  de um penhasco, com uma praia com uma palheta de cores maravilhosa, esta essa cidade Maya  bem preservada, com construções belíssimas.

Chegue cedo, pois o lugar é lotado e muito quente, e quando eu falo quente, quero dizer que o inferno abriu sucursal por lá.

Fomos, adoramos e contamos nossa experiência Tulum, Akumal e Yal Ku.

Tulum:


Akumal:


Ilha de Cozumel:
Paraíso dos mergulhadores por ter águas com visibilidade de até 30 metros. Chega-se a ela através de ferry boat à partir de Playa del Carmen, que se encontra a 60 km de Cancun. Para famílias o ideal é visitar o Parque Chankanaab, com toda sua estrutura.

Nós não fizemos esse passeio por puro cansaço, mas se quiser saber mais dicas sobre a ilha, o Diego Paiva, do Melhores Destinos, nos dá todas as dicas nesse post Cozumel - Dicas.

Além desses passeios que citei, existem dezenas de outros, e em todos, você e sua família desfrutarão das mais belas paisagens caribenhas e terão férias inesquecíveis!

Boa viagem!

Post publicado originalmente na revista Utilità Online.

Patricia Tayão
Foto: Eduardo Freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário