30 de jul de 2016

0

Festival Vale do Café - Vassouras: um passeio pela cidade imperial!


Festival Vale do Café acontece todos os anos no mês de julho, em uma região do Rio denominada de Vale do Café. Essa área ficou assim conhecida,  por ter sido responsável pela produção, no século XIX,  por nada menos que  75% do café consumido no mundo. 

O festival leva música de qualidade aos quinze municípios* da região, com shows, recitais, além de visitação às fazendas  e cachaçarias, tours a pé, cursos de música, venda de artesanato e muito mais.

Municípios do Vale do Café: Vassouras, Valença, Rio das Flores, Piraí, Engenheiro Paulo de Frontin, Paty do Alferes, Paracambi, Miguel Pereira, Mendes, Barra do Piraí, Pinheiral, Barra Mansa, Paraíba do Sul,Volta Redonda e Resende.

O ideal, para participar do festival, é escolher um dos municípios e passar um final de semana. Escolha seu hotel pelo Booking, parceiro do Viajar hei para hospedagem. Muitos dos municípios são repletos de Hotéis Fazenda, com todo o conforto necessário, pensão completa com comida de qualidade e recreação para as crianças.

Já estivemos em vários desses hotéis, e contamos nesses posts aqui:

Como não tínhamos muito tempo disponível, escolhemos passar apenas um dia em Vassouras, para curtir pelo menos um pouquinho do clima do festival. Não nos arrependemos. 

A cidade de Vassouras, que fica a apenas 120 km do Rio, além de inúmeras outras do Brasil, como Petrópolis, também levou o nome de cidade imperial, por decreto de D. Pedro II, por sua importância econômica na época.

A cidade revela até hoje muitos prédios históricos na sua praça principal, a Barão de Campo Belo, além de inúmeras fazendas históricas, como a  São Luiz da Boa Sorte e a Cachoeira Grande, ambas visitadas recentemente pelo Viajar hei.

Saímos do Rio, eu e mamita, bem cedinho, e às 9 horas já estávamos estacionando. E o melhor de tudo, sem flanelinha...Adorei!

Tomamos café na Padaria Pães & Cia (Rua Caetano Furquim,155 - Centro). Cafezinho com pão na chapa e bolo de rolo, aliás, maravilhoso, tudo por uma pechincha.

Depois, seguimos para a Praça Campo Belo, o principal ponto turístico da cidade,  repleta de palmeiras imperiais, que foram plantadas em 1857, ano em  que foi feito também o calçamento ao redor da praça, todo em pé de moleque.

No alto da praça, a Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, em estilo neoclássico, datada de 1828. Um evento pitoresco aconteceria às 11, na porta da igreja: o encontro de várias benzedeiras. Sim, no interior das cidades elas ainda existem! 
 Vista da praça lá do alto, quase na porta da igreja.


Igreja Nossa Senhora da Conceição e seu interior.


Chafariz monumental da praça - datado de 1846.


Câmara Municipal - construída em 1849, em estilo neoclássico.


Paço Municipal - construído em 1860, já foi residência do Barão do Ribeirão e sede da prefeitura de Vassouras.


Agora, a pergunta que não quer calar! Com tantos prédios bonitos, históricos, vocês conhecem a sede da Prefeitura de Vassouras?  O prédio tem a fachada em granito preto, com várias placas caídas...sem palavras.


Como nem tudo são flores, um dos prédios históricos ao redor da Praça Campo Belo está em ruínas.
Uma grande pena, ver um pedaço da nossa história se acabando...


Na parte baixa da praça, um pequeno, mas muito agradável local para comprar artesanato, tomar um café, almoçar ou jantar - o Casario Shopping, que conta inclusive, com um cinema. Programação aqui.


Restaurantes no Casario Shopping. 


Café dentro do Casario Shopping - De um capricho a decoração desse café!


Loja de artesanato.


Tem até um espaço para as crianças brincarem.


Cinemaxx.


Durante o Festival, estava tendo um feira de artesanato muito boa na Câmara municipal.


Também teve peça para crianças na Praça Campo Belo.


Demos um pulinho no Calçadão do Artesão, onde você pode comprar artesanato produzido ali mesmo, por pessoas da cidade.


Em seguida, fomos conhecer a antiga estação ferroviária da cidade, onde hoje funciona a Fundação Educacional Severino Sombra.


Na antiga estação, que teve seu último trem na década de 70, você pode dar uma olhadinha no Memorial do Trem, onde estão expostas peças que fizeram parte da história da ferrovia. É nesse lugar que também está o Centro de atendimento ao turista de Vassouras. 


Novidade, o Trem do Barão, é um forma divertida de conhecer um pouco mais da cidade. O passeio dura cerca de meia hora, onde o motorista vai contando um pouco da história dos pontos por onde o trem vai passando. Meu único senão é a altura e a qualidade das músicas. O passeio de trem  sai exatamente da frente da antiga estação ferroviária de Vassouras.

Depois do passeio de trem, almoçamos no restaurante Salão Brasil, na Praça Campo Belo. Comida simples e gostosa. Em seguida, fomos visitar a Fazenda São Luiz da Boa Sorte.

Se quiser comer em um local mais sofisticado, com comida muito boa, aposte no restaurante Hipólito, também na Praça Campo Belo, do lado esquerdo da igreja. E ainda tem a  rua Broadway, repleta de bares e restaurantes para você escolher. 

Outras fazendas para visitar em Vassouras:


A única coisa que ficou faltando, foi conhecer o Museu  Casa da hera. Residência coberta de hera, que pertenceu a Eufrásia Teixeira Leite, uma das pessoas mais importantes da história de Vassouras. Um belo motivo para voltar...

Museu Casa da  Hera.


Onde se hospedar em Vassouras:

Mara Palace Hotel é o mais tradicional da cidade. Funciona na antiga residência do Comendador Teixeira Leite. Foi construído em 1870, em estilo colonial mineiro.

Se quiser uma pousada com boa localização, a Colina Verde é o seu lugar.

Se desejar um hotel fazenda de primeira, com pensão completa, muito conforto, além de  recreação para as crianças, vá direto para o Vassouras Eco Resort.

Querendo se hospedar em uma fazenda, mas comer fora, fazer passeios, vá direto para a Fazenda Santo Antônio. Querendo se hospedar em um fazenda histórica, opte pela Cachoeira Grande.

Mara Palace Hotel.


Patricia Tayão.
Fotos: Patricia Tayão e Augusta Longo.
Foto do Museu Casa da Hera - retirada do site do Museu Casa da hera. Foto da Prefeitura de Vassouras: retirada do site da própria Prefeitura de Vassouras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário