25 de jun de 2015

0

Santiago: Guia rápido e post índice.


Santiago é uma cidade linda, segura, moderna, organizada, com inúmeros parques,  museus e recheada de coisas bacanas para fazer, oferecendo diversão para todas as idades. Bem pertinho da cidade você ainda pode conhecer vinícolas, Viña del Mar, Cajón del Maipo, Valparaíso e estações de esqui.

Mas nem só de Santiago vive o Chile, a cidade também é ponto de partida para outras regiões do país, como Deserto do Atacama ao norte, e os Lagos Andinos, ao sul. O Chile surpreende pela diversidade de paisagens que oferece ao turista, um país que você com certeza terá vontade de ir  mais de uma vez...

Mesmo tendo escrito 17 posts sobre nossa viagem,  muitas questões ficaram de fora, então,  decidi fazer mais esse post com dicas gerais para você montar sua viagem, reunindo também todos os posts que fizemos, além de colocar posts de outros blogs.

Com crianças:

Santiago com crianças? Veja o que fazer por lá! - Principais atrações na cidade para serem, aproveitadas pelas crianças;
KidZania Santiago - Nossa não tão boa experiência na cidade onde as crianças brincam de experimentar profissões;
Fantasilandia Santiago - Um parque divertidíssimo que adoramos, veja como chegar, como é, quem aproveita.

Nós não fomos ao Museu Interativo Mirador, mas o pessoal do Chile para crianças  foram e nos contam tudo nesse post aqui.

Também não fomos ao Museu Artequin, mas o Luciano, do excelente blog Malas e Panelas, levou sua filhota e nos conta os detalhes nesse post aqui.

Pontos turísticos da cidade:

Cerro San Cristobal - como chegar, como subir o cerro, o que fazer por lá;
Cerro Santa Lucia - como chegar, como subir;
Mercado Central - como chegar ao mercado e comer a famosa centolla, caranguejo gigante pescado no pacífico.
Parque Florestal - como chegar, o que fazer antes ou depois da sua ida;
Patio Bellavista - como chegar, onde comer, o que tem para fazer por lá.

No excelente blog Meus Roteiros de Viagem você encontra todas as dicas de passeios no Centro de Santiago, como Plaza das Armas e o Museu Nacional de Bellas Artes, post aqui.

Bate e volta:

Viña del Mar com crianças - como ir de transporte público, o que fazer por lá com as crianças;
Concha y Toro - visitando a maior vinícola chilena, como chegar de transporte público, gastando bem pouco;

Se quiser informações sobre Valparaíso, a Pat, do blog O Mundo a meus pés,  fez um post sobre a região, leia aqui

E se quiser saber informações de vinícolas que recebem bem as crianças, leia esse post do  blog Chile para crianças.

Compras:

Feira Los Dominicos - lugar de comprar artesanato chileno, como chegar  de transporte público;
Shopping Parque Arauco - lojas, como chegar, Parque Araucano.

Se você quer realmente saber tudo sobre compras em santiago, leia esse post da Priscila Reis, do blog Voali.

Cajón del Maipo:

A parte da viagem da qual mais gostamos, natureza bruta, maravilhosa...E o mellhor de tudo, dá para ir de transporte público, pois fica apenas uma hora e meia de Santiago.

Nosso post aqui:

Review do Ecotour Resort Cascada de las Animas, em Cajon del Maipo - como chegar de transporte público, como é o resort, atividades;

Deserto do Atacama:

Para saber tudo sobre o Deserto do atacama, a Sílvia Oliveira, do Matraqueando, escreveu uma série de posts sobre o assunto, leia como chegar aqui e o que esperar aqui.

Lagos Andinos:

O pessoal do Viaje na Viagem tem uma série de posts sobre essa região do Chile, confira aqui todos os posts.

Valle Nevado, Farellones, La Parva e Portillho:

Para saber tudo sobre Valle Nevado,  aestação de esqui mais completa da região e a preferida dos brasileiros, veja esse post que a Sut-Mie, que escreve o excelente blog Viajando com Pimpolhos fez.

Pra saber sobre Farellones e Valle Nevado, veja esse post super completo que o Riq. Freire, do Viaje na Viagem preparou.

Saiba como chegar a todas essas quatro estações de ski com o post do pessoal do Nós no Mundo.

A Natalie Sorares, que também escreve no Viaje na Viagem, fez um excelente post sobre Portillo, veja o post aqui.

Geral:

Dicas de onde se hospedar em Santiago -  selecionamos algumas boas hospedagens, todas bem avaliadas no Booking;
O que você não deve deixar de experimentar em Santiago - dicas do que provar na cidade;
Dicas de bons restaurantes na cidade - alguns restaurantes que experimentamos e indicamos.
Review do MG apartments Bellas Artes - apartamento super econômico que nos hospedamos, pontos positivos e negativos.

Para saber tudo sobre restaurantes bacanas em Santiago, leia esse post do Viajante Comilão.

E finalmente, o  Riq. Freire tem um postão com todas as dicas do que fazer na capital chilena, dá uma olhadinha no post dele aqui.

Quando ir? 

A cidade pode ser visitada o ano inteiro. No verão as temperaturas batem fácil na casa dos 30º. A noite é levemente mais fresquinha.

Nós fomos nessa época e realmente é bem quente, mas não se iluda, em Viña del Mar, balneário onde você poderia se aventura no mar, a água é gélida, e a temperatura pode se apresentar  (pelo menos para uma carioca), como um típico dia de inverno.

No inverno, as temperaturas variam entre 0º e 13º, sendo bastante frio nessa época, mas oferecendo o que todo brasileiro quer ver: neve.

As estações de esqui abrem justamente nessa época, mas a certeza d ver tudo branquinho vai de final de julho a final de setembro. O ideal é consultar os sites das estações para ter certeza das datas das aberturas das mesmas.

Valle Nevado;
Farellones;
La Parva
Portillo.

Como ir do aeroporto para seu hotel?

Na minha opinião, a melhor opção é contratar um trânsfer, coisa que você faz aqui mesmo no Brasil com a empresa Transvip,  ou de táxi, que possuem balcões ao lado das empresas de trânsfer.

Dá para ir de ônibus também, mas o trajeto, apesar de não ser muito longo, é um pouco demorado. Se quiser saber como ir de ônibus, a Sílvia Oliveira, que escreve o excelente blog Matraqueando, explica tudo nesse post aqui.

Qual moeda levar?

Leve reais para serem trocados nas casas de câmbio do Centro, onde você consegue um boa cotação;

Só leve dólares se você já tiver em casa, comprar para trocar por lá por pesos chilenos não vai ser vantajoso;

Minha dica principal, e a que mais utilizei, foi sacar pesos chilenos com seu cartão de crédito/débito, diretamente nos caixas eletrônicos espalhados pela cidade, inclusive no aeroporto. O dinheiro sai direto da sua conta corrente, simples assim!

Eu não tinha a menor ideia de como fazer isso, mas funcionou perfeitamente com as dicas da Guta, que esccreve o excelente blog Vambora, com o post dela, duvido você se enrolar. Leia o  post aqui.

*Só para lembrar que seu cartão de crédito deve ser internacional e você não deve deixar de avisar ao banco sobre sua viagem, para habilitá-lo para a função crédito/débito nos países para os quais vai viajar. 

Língua:

Espanhol, mas eles entendem muito bem o português, além de conseguirmos nos virar muito bem com nosso portunhol.

Moeda:

Pesos chilenos, para saber o preço aproximado de um produto no Chile, retire três zeros e multiplique por cinco. Assim: uma mercadoria que custa $5000 pesos chilenos, tirando os três zeros restam 5, multiplicando por cinco, você terá o resultado de R$ 20 reais.

Passaporte: 

O chile não exige passaporte para os turistas brasileiros, bastando levar apenas sus identidade em bom estado de conservação, mas meu conselho é que você leve seu passaporte, pois é um documento muito mais garantido.

Voltagem:

A voltagem no Chile é de 220 volts, mas a maioria dos aparelhos atualmente são bivolts, como celulares, notebooks e carregadores de bateria, mas não custa nada dar uma olhadinha neles, antes de sair enfiando o bichinmho em qualquer tomada.

Tomada:

Não se preocupe com isso em nenhum lugar do mundo, comprando um adaptador universal de tomadas.

Gorjeta:

Igualzinho por aqui, ou seja, 10% para nossos queridos garçons.

*Para reservar seu hotel em Santiago, basta acessar o banner do Booking abaixo. Recebemos uma pequena comissão pelas reservas feitas através do blog, e o preço não altera em nada para você. 

                                 


Patricia Tayão.
Foto: Patricia Tayão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário